Cadastro Único

Dentre os programas do governo que mais chamam a atenção, o Cadastro Único talvez seja o que mais aparece em pauta. Ele se tornou mais popular com a chagada da pandemia do Coronavírus, já que era uma das exigências para o recebimento do Auxílio Emergencial.

Também conhecido como CadÚnico, ele muitas vezes aparece na lista de pré-requisitos para que brasileiros tenha acessos aos benefícios que são oferecidos pelo governo. Nesse contexto, entender o que é o Cadastro Único é fundamental.

O que é o Cadastro Único?

Single Registration

O Cadastro Único foi criado em 2001, durante o Governo de Fernando Henrique Cardoso. Ele foi instaurado por meio do decreto nº 3.887 e até hoje é um dos cadastros do governo mais importantes.

A sua principal intenção é mapear a quantidade de famílias vivendo em estado de pobreza ou extrema pobreza no Brasil.

Para tanto, são recolhidas informações relevantes a respeito do núcleo familiar. As pesquisas servem de base para a criação dos cadastros que apontam informações sobre essas pessoas.

Além das informações essenciais sobre cada membro, são colhidos dados a respeito do meio de transporte e situações da residência. Dessa forma, mapeia-se também a vulnerabilidade dos membros familiares.

Quem pode se inscrever?

Como dito anteriormente, a principal função do cadastro é identificar famílias que vivem em situação de vulnerabilidade em decorrência de estados de pobreza ou extrema pobreza. Os dados são colhidos por cada município.

Para fazer parte do Cadastro Único, portanto, é preciso cumprir com alguns pré-requisitos básicos. Portanto, podem se inscrever:

  • Famílias com renda mensal de até meio salário-mínimo per capita. Em 2021 isso equivale a 550 reais por membro da família.
  • Famílias com renda mensal de até 3 salários-mínimos. Em 2021 isso equivale a 3.300.
  • Famílias com renda superior a 3.300 reais, mas que participem de projetos sociais do governo.
    Moradores de rua.
  • Famílias unipessoais (pessoas que moram sozinhas).

É importante ressaltar aqui que todas as condições deverão ser comprovadas. O Cadastro Único faz uma análise bastante criteriosa para garantir que somente o grupo que deve ser contemplado tenha acesso ao programa.

Como se cadastrar

Single Registration

Existem diferentes formas de fazer o Cadastro Único. Uma das mais frequentes é através da visita domiciliar de profissionais qualificados que acompanham as famílias em estado de vulnerabilidade.

Geralmente essas visitas – realizadas por assistentes sociais – já incluem estratégias para monitorar e assegurar ao bem-estar dessas pessoas. O Cadastro Único é um desses meios de cuidado.

Porém, caso você se encaixe nas condições citadas anteriormente ou tenha um membro familiar que se encaixe, pode realizar o cadastro por conta própria.

Nesse caso o passo a passo é o seguinte:

  • Procure pelo Centro de Referência em Assistência Social (Cras) de seu município;
  • Comunique a necessidade de realizar o Cadastro Único;
  • Responda a todas as perguntas feitas pelo atendente;

É importante destacar que o cadastro pode ser feito por membros da família que morem na mesma casa e que tenham idade superior a 16 anos.

Documentos:

Para que o Cadastro Único seja realizado é necessário apresentar um documento de cada membro da família. Veja a seguir quais são os documentos aceitos no cadastro:

  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento;
  • CPF;
  • Carteira de identidade (RG);
  • Certidão administrativa de nascimento do indígena (RANI);
  • Carteira de trabalho;
  • Título de eleitor.
  • Comprovante de endereço.

Como saber se estou cadastrado?

Muitas pessoas têm o Cadastro Único, mas não sabe disso. Para poupar tempo, você pode fazer a checagem através de três diferentes canais: telefone, aplicativo ou site.

Pelo site:

O CadÚnico possui um site específico onde estão reunidas todas as informações acerca do programa. Você pode checar seguindo o passo a passo:

  • Acesse o site clicando aqui;
  • Preencha o formulário completo fornecendo todos os dados;
  • Clique em “Emitir”.

Caso já tenha cadastro, isso será exibido na tela.

Pelo app:

O aplicativo também pode ser baixado em seu celular e servir de meio para checagem a respeito de seu cadastro.

  • Acesse a loja de seu celular e faça download do app (Android ou iOS);
  • Clique em “entrar” e preencha o formulário de acesso;
  • Será exibida a informação se você tem ou não tem o Cadastro Único.

Pelo telefone:

Por último, há uma possibilidade de fazer essa checagem por telefone. O número disponível para esse atendimento é:

  • 0800 707 2003

A ura lhe mostrará diversas opções. Escolha a 5 para obter o atendimento adequado.

Essa ligação é gratuita. O horário de atendimento é das 7h às 19h, de segunda a sexta e 10h às 16h aos finais de semana e feriados.

Conclusão

O Cadastro Único é importantíssimo para manter a pobreza controlada e, idealmente, erradicada do país.

Ela garante que governantes e chefes de estado tenham acesso a esse dado essencial a respeito da população e dediquem seus esforços a manterem os cidadãos brasileiros devidamente assistidos.

Portanto, podemos dizer que o Cadastro Único é essencial e importantíssimo para a população e o governo do país, funcionando como dado demográfico essencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *