Auxílio Emergencial – tire todas as suas dúvidas

O Auxílio Emergencial foi criado pelo governo do Brasil em 2020 numa estratégia para auxiliar famílias em situação de dificuldade.

A escolha aconteceu para conter os danos econômicos causados pelo isolamento social em decorrência da pandemia do Coronavírus.

Milhões de brasileiros perderam seus empregos ou tiveram sua renda mensal seriamente comprometida. O Auxílio Emergencial veio justamente para prestar suporte a essas famílias repentinamente vulneráveis.

O que é o Auxílio Emergencial?

Emergency Aid - clear all your doubts

Trata-se de uma quantia destinada a pessoas que se encontraram desempregadas ou profissionais autônomos que perderam parte de suas verbas mensais.

É importante ressaltar que o valor contempla apenas trabalhadores informais. Portanto, pessoas que possuem registro em carteira não têm acesso ao valor.

O Auxílio Emergencial foi implantado e teve as suas primeiras parcelas liberadas ainda em 2020.
No entanto, como a pandemia se estendeu e muitas famílias continuaram em dificuldade, o governo renovou as parcelas com novo valor para o ano de 2021.

No entanto, novas regras também foram criadas para que houvesse uma redução nos contemplados. Vamos entender a seguir quem tem direito ao Auxílio Emergencial em 2021.

Quem tem direito ao Auxílio?

É importante analisar os critérios para entender quem tem direito ao Auxílio Emergencial. Quem não cumpre com os pré-requisitos não tem acesso ao valor. Veja quais são os critérios básicos:

famílias com renda mensal total de até 3 salários-mínimos – desde que a renda per capita (por membro da família) seja inferior a meio salário-mínimo;

  • Inscritos no Bolsa-Família;
  • Trabalhadores informais;
  • Desempregados;
  • Microempreendedor Individual (MEI).

É importante destacar aqui que para o caso dos inscritos no programa Bolsa Família os benefícios não são acumulativos. Sendo assim, o requerente deverá escolher o valor mais vantajoso e optar apenas por ele.

Também é importante saber que a nova norma permite que apenas um membro por família tenha acesso ao benefício.

Ou seja, ainda que dois membros sejam elegíveis, é preciso entrar em um consenso acerca de quem será o contemplado com o valor emergencial liberado pelo governo.

Como consultar o Auxílio

Para facilitar, o governo liberou uma consulta online que permite que você cheque informações sobre o Auxílio Emergencial. Para tanto, siga o passo a passo a seguir:

  • Acesse o site do DATAPREV clicando aqui;
  • Forneça os dados solicitados no formulário;
  • Ao clicar em “ENVIAR” você receberá a informação se o seu auxílio foi aprovado para a nova rodada de pagamentos.

A consulta é rápida e segura. Na mesma página pode-se checar qual será o valor recebido e há um calendário disponível com as datas para pagamento do valor.

Qual valor do Auxílio Emergencial 2021?

Emergency Aid - clear all your doubts

Dessa vez o governo disponibilizará valores diferenciados de acordo com cada perfil. As primeiras 5 parcelas foram de 600 reais e houve uma extensão de mais 4 parcelas de 300 reais.

Agora, porém, o valor pode variar entre 150 e 375 reais. Os critérios para valores são os seguintes:

  • Famílias compostas por apenas uma pessoa (monoparental) terão benefício de R$ 150,00 por mês;
  • Famílias compostas por mais de uma pessoa receberão benefício de R$ 250,00 por mês;
  • Famílias chefiadas por mulher sem cônjuge ou companheiro, com pelo menos um menor de dezoito anos receberá R$ 375,00.

O governo prevê pagamento de 4 parcelas iguais. Porém, todos os meses haverá uma checagem para verificar se o individuo ainda se enquadra no caso que foi apresentado.

Caso ocorra alguma alteração no núcleo familiar – como casamento – o Auxílio Emergencial poderá ser suspenso. Isso também pode ser checado no próprio site.

Como sacar o Auxílio?

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como sacar o Auxílio Emergencial. Felizmente o procedimento passou por melhorias e se tornou mais prático após alguns meses de falhas e quedas de sistema.

Veja o passo a passo:

  • Baixe o aplicativo da Caixa Tem em seu celular;
  • Acesse o app e entre com seus dados;
  • Procure pela opção “Saque”.
  • Será gerado um código com duração de duas horas de validade. Você deve anotar esse código e usá-lo em um caixa eletrônico da CAIXA ECONÔMICA FEDERAL.

Caso o código expire, será necessário repetir o procedimento de acesso e geração de uma nova sequência. Por isso indicamos que o saque seja feito em seguida.

Conclusão

O Auxílio Emergencial ajudou milhões de brasileiros a manterem um padrão mínimo de qualidade de vida com o valor pago. Ele foi destinado às pessoas que foram mais atingidas economicamente pela pandemia.

Fique e olho no seu direito e acompanhe o calendário de pagamento para ter acesso ao valor tão logo ele esteja disponível. Lembre-se que o auxílio poderá ser suspenso a qualquer momento caso você pare de se encaixar nos pré-requisitos.

Ainda que pouco, o valor pode servir de grande ajuda para famílias que hoje dependem quase que integralmente do Auxílio Emergencial.

Ele é proveniente de fundos governamentais de controle do Tesouro Direto, responsável por arrecadar tributos, impostos e recolhimentos diversos. Portanto, ele é um direito da população necessitada e um dever do governo do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *